2010 o ano do e-commerce?

marca-dagua
Dica da semana
6 de agosto de 2010
marca-dagua
Pós Graduação Mkt Digital – FIT/SP
11 de agosto de 2010
marca-dagua
Amigos

Qual de vocês nunca ouviu, ao menos nos últimos 5 anos, que: “esse ano é o ano da Internet no país”, do crescimento, do maior número de empresas entrando na web, de aumento de vendas, ações, campanhas… investimento.

Todos os anos, em vários eventos que vou ou publicações que leio (seja sites, blogs ou revistas) tenho visto que “esse ano é o ano do alguma coisa”. Depende do segmento em que o veículo está para fazer uma defesa, seja o “ano do banner”, “ano das Redes Sociais” ou “ano do e-commerce”.

Na minha modesta opinião, todo o ano a web tem que crescer, afinal, é a mídia que mais tem potencial de crescimento no país; enquanto 100% da população tem ao menos um rádio e 95% tem acesso a TV, apenas 30% da população tem acesso a web; se falarmos de acesso ao mobile então, esse número cai mais ainda.

Por isso, amigos, que a cada ano será o ano da web no Brasil. Isso ocorrerá por muitos anos, exatamente por todo esse potencial que ainda temos não apenas de acessos, mas de criatividade de nossos talentosos profissionais que tem muito a fazer com as marcas com as quais trabalham, desde que a cabeça dos gestores se abram frente a web.

Bom, toda essa introdução foi para falar da pesquisa que o E-Bit publicou hoje (10.08) sobre as expectativas do e-commerce para 2010. Como todas as curvas de análises da web, o e-commerce também não para de crescer, o que é um indicador muito bom para todos. Quanto mais se vende, significa que mais pessoas estão na web e aderindo as compras online.

O lucro ainda é tímido se comparado ao lucro do varejo físico (praticamente o que o mercado inteiro online vá faturar em 2010 é o mesmo faturamento da Casas Bahia, a maior varejista do país).

Em 2009 o Brasil fechou com 17 milhões de e-consumidores que geraram um faturamento de 10,8 bilhões de reais, mas para 2010 esses números serão maiores. Bom para todos!

Segundo o estudo do E-bit, publicado pelo site Meio&Mensagem, ao final de 2010 o mercado deve fechar com faturamento de 14,3 bilhões de reais em vendas, aumentando 35% em relação a 2009; aumento similar ao crescimento de 2008 para 2009.

Essa projeção se vale pelo fato de que até Junho, o Brasil teve um faturamento de 6,7 bilhões de reais, 40% superior ao mesmo período em 2009, esse fator é importante, pois mostra que o crescimento é constante e com altos índices.

Segundo Pedro Guasti, diretor geral da e-bit, o crescimento acima do esperado se deve a alguns fatores pontuais como a entrada de novos e importantes players na internet, as vendas motivadas pela Copa do Mundo e a antecipação de compras de produtos beneficiados pela redução do IPI até o mês de março – lembrando que eletrodomésticos estão entre os 5 segmentos mais vendidos pela web e contou com redução de IPI no começo de 2010, no plano do governo para estimular as vendas e movimentar a economia no Brasil.

Se em 2009 o Brasil teve 17 milhões de e-consumidores, o estudo do E-bit mostra que cerca de 23 milhões de e-consumidores já haviam feito uma compra pela web; outro fator importante é que se em 2009 42% dos e-consumidores estavam na classe CD, hoje são 60%. Mais uma vez, vemos o segmento de eletrodomésticos como um dos diferenciais para o crescimento, pois esse é o produto mais vendido na web dentro da classe CD.

Outro fator relevante apresentado pelo E-bit é que cerca de 55% dos e-consumidores que fizeram uma compra pela internet influenciados pelas redes sociais são mulheres, o que mostra que as mulheres estão ajudando no crescimento, uma vez que em 2009 40% dos e-consumidores eram mulheres, a expectativa é que para 2010 elas ganhem mercado, sendo benéfico para todos.

Enfim, vamos ver sim 2010 ser o ano do e-commerece, assim como eu já defendia no começo do ano ser o ano da entrada da classe D na web e consolidação da C, esse estudo do E-bit tem mostrado que o que defendi no começo do ano – baseado em estudos e tendências – tem sido concretizado.

Ponto para a web!

Já está a venda o meu livro PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO DIGITAL (Ed. Brasport). Adquira já o seu!

Participe da 1a rede para Planners Digitais

Em Agosto começa a Pós-Graduação em Marketing Digital na Faculdade Impacta de Tecnologia. Corra pois as vagas são limitadas!!!

Abraços
Felipe Morais
@plannerfelipe

Felipe Morais
Felipe Morais
Publicitário, apaixonado por planejamento digital. Começou a carreira, em 2001, atuando como redator publicitário, passando, em 2003 para a área de planejamento digital, onde atua até hoje, sendo reconhecido como um dos grandes nomes do mercado no Brasil.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *