Classe baixa dominando o e-commerce

marca-dagua
O que falta para evoluirmos?
27 de julho de 2011
marca-dagua
Engajamento é isso ai!
4 de agosto de 2011
marca-dagua
Amigos

Em meados de 2005, 2006 eu até aceitava ouvir que internet era “coisa da elite brasileira”. Com pouco mais de 30 milhões de usuários, com planos caros e com a economia não tão desenvolvida como ocorre hoje, a classe CDE tinha dificuldade de acessar a web. Em 2011 essa realidade é outra totalmente diferente!

A classe C representa 54% da população brasileira mas também representa 54% dos acessos a web e de quem compra pelos mais de 3,4 mil sites de compras online que se tem no país. Sem contar os que compram de Amazon e outros sites de fora do país. Enfim, a web está cada vez mais democrática e várias pesquisas apontam isso! E as classes DE estão chegando.

Segundo uma pesquisa do E-bit, o primeiro semestre de 2011, 61% das pessoas que adquiriram um produto pela web pela primeira vez, tem renda mensal até 3 mil reais o que as coloca, de acordo com o critério Brasil, Classes DE, sendo 64% dos e-consumidores no Sudeste.

Parcelamento, comodidade e percepção de preços menores tem ajudado as classes DE a consumirem mais via web e não apenas livros e DVDs, mas máquina de lavar e geladeira, entretanto o que é mais buscado pelas classes é aparelhos celulares.

Pesquisas com a classe de baixa renda mostram o quanto eles são unidos e se ajudam. Diante a dificuldade que enfrentam dia-a-dia os faz criar pequenas comunidades, normalmente na vizinhança, onde todos se ajudam tanto com bens materiais, como comida, dinheiro e com muita troca de informação. Esse conceito, que existe a muitos e muitos anos é que mostra que Redes Sociais não surgiram em 2004 com Facebook e Orkut, mas esse é um papo para outro artigo.

Essa forma de troca de informação entre pessoas, uns ajudando e influenciando os outros, é um dos fatores que move a economia digital entre a classe baixa renda. Boas experiências compartilhadas com amigos, familiares, vizinhos e muito mais em Redes Sociais, estão impulsionando essas vendas. Mesmo que ainda tímidas, com ticket médio inferior as classes AB, a classe DE está começando a comprar e essa evolução será cada vez maior.

Vai continuar achando que internet é de elite?

Já está a venda o meu livro PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO DIGITAL. Clique aqui e compre o seu!

Abraços
Felipe Morais
@plannerfelipe

Felipe Morais
Felipe Morais
Publicitário, apaixonado por planejamento digital. Começou a carreira, em 2001, atuando como redator publicitário, passando, em 2003 para a área de planejamento digital, onde atua até hoje, sendo reconhecido como um dos grandes nomes do mercado no Brasil.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *