Consumidor disperso? Vá para a web!

marca-dagua
Televisão com cheiro?
15 de abril de 2009
marca-dagua
Dica da Semana
17 de abril de 2009
marca-dagua
Amigos.

Recentemente o site do Jornal Meio&Mensagem publicou uma pesquisa feita pelo Instituto Deloitte que aponta a dispersão do consumidor no consumo de mídia no Brasil. A pesquisa mostra que sim, a TV ainda é a grande arma, mas que a tendência é a migração para o online!

Bom, nem preciso dizer aos planners digitais que estamos na hora de começar a entender melhor essa migração, pois isso não é uma tendência, já está se transformando em futuro, e futuro bem próximo. Cada vez mais os veículos de comunicação vão ter que se adaptar a web, pois o futuro está no digital. A web não vai matar o rádio, jornal, revista ou a TV. Nem mesmo o cinema. Ela simplesmente vai tomar o lugar da TV como principal mídia do mundo em pouco mais de 5 anos.

O futuro está em pessoas lendo blogs – como esse – via celular (o que segundo o meu Google Analytics isso já acontece) muito mais do que ler no PC, o futuro está em TVs online onde de um estúdio se grava programação que vai ao ar ao vivo, porém há a possibilidade das pessoas assistirem o conteúdo quando quiserem. Seja no site ou via YouTube, GoogleVideos…

Um caso como esse é um dos clientes da FTPI, a TV KAJURU, do meu amigo Jorge Kajuru em parceria com o ex-craque da seleção Brasileira, “Dr” Sócrates. O polêmico jornalista montou sua TV na web – tvkajur.com – e estará fazendo progrmas ao vivo, além de disponibilizar os programas que ele grava no SBT (que passa nas regioões de Ribeirão Preto, Campinas, Santos) para que todos possam assisitir.

Na web, as possibilidades de interação são infinitas, logo a disperção do anunciante se reduz muito. E não estou falando de banner e sim de interação com marca, -commerce em tempo real, jogos online, ou seja, todo o discurso da futura TV Digital, na web já é possível há muito tempo. Basta querer fazer!

A pesquisa da Deloitte entrevistou 1.022 pessoas, entre 14 e 75 anos, divididas segundo a seguinte classificação: Geração Y (de 14 a 25 anos); Geração X (26 a 42); Geração Boomers (43 a 61); e Geração Matures (62 a 75) segundo o site do Meio&Mensagem.

O dado mais interessante da pesquisa é que: Os consumidores gastam, atualmente, 82 horas por semana utilizando diversos tipos de mídia e entretenimento tecnológico, como videogame. Quando perguntados sobre quais os três tipos de inserções publicitárias de maior impacto, 75% dos entrevistados citam as de TV. Esse número é alto inclusive entre a Geração Y (69%), mas cresce nas gerações X e Matures (77%) e especialmente na Boomers (79%).

Esse cálculo significa que cada consumidor gasta em média 11h por dia consumindo mídia. Bom, vamos a uma conta básica. Se são gastos 11h por dia consumindo mídia, significa que durante a semana, são consumidos em média 55h de mídia.

Um dia tem 24h. Em média o consumidor trabalha por volta de 10h/dia. Durante essas 10h, ele está na frente do computador, logo, concluo eu, que o maior consumo de midia, levantado pela pesquisa vem dos PCs e Notebooks, ou sendo mais focado, vem da INTERNET!

A Geração Y da pesquisa é uma das maiores, está entre 14 e 25 anos. Em média, a partir dos 18 anos, as pessoas já estão trabalhando, logo, esse consumo não fica apenas em “mensageiros, salas de bate papo ou atualizando perfil no Orkut” como alguns anunciantes gostam de analisar a web. As pessoas estão lendo uma notícia no IG Esportes, estão vendo a TV Kajuru, estão acessando a programação de cinema no Na Cabeça, enfim, estão navegando!!!

Prova disso é que os meios digitais são OS TERCEIROS meios na influencia de consumo, conforme mostra a pesquisa: os anúncios em revistas aparecem em segundo lugar em influência (57%), seguidos daqueles veiculados online (45%) e em jornais (30%). Lembrando que a pesquisa abranger uma idade mais avançada. Foque uma pesquisa dessa em pessoas de 12 a 30 anos e veja em qual posição se inclui a influencia de propagandas em meios digitais, como por exemplo: Entre os jovens de 14 a 25 anos, porém, a publicidade em celular é considerada mais influente (23%) do que nos jornais (15%).

A TV ainda é a rainha das batalhas, mas seu espaço está sendo tomado aos poucos pela web. Mesmo que a TV tenha sido a “campeã” de influencia de mídia, a pesquisa mostrou um dado que defendo a muito tempo. TV ligada não significa que as pessoas estão assistindo!

Sabe-se que quando a Rede Globo vai para o mercado e defende que o Jornal Nacional tem 40 pontos de Ibope (e deve ter mesmo) esses pontos são durante a apresentação do JN, na hora da propaganda, cerca de 20% da audiência pega o controle remoto e muda de canal. Mas os anunciantes ainda pagam por 40 pontos! Hoje temos mais de 80 canais disponíveis, porque vou assistir aos comericiais da Globo?

Agora na web, se você comprar 1 milhão de impressões no site, ele vai entregar 1 milhão de impressões, pois Adservers como o da Única, por exemplo, vão mostrar cada uma das impressões. De onde veio, o que fez, para onde foi. O Ibope fala isso dos telespectadores?

Se pegarmos ainda a geração jovem, bom, essa faz 10 coisas ao mesmo tempo. Em meu livro, eu dou o exemplo da Helena, a garota digital (nome inspirado na minha prima Helena, de 6 anos que é a minha paixão). Pego o exemplo de uma garota de 17 anos que passa a noite na web pesquisando, conversando, baixando música, jogando, vendo o Google… tudo ao mesmo tempo agora.

Inclusive recentemente eu publiquei no SlideShare uma pesquisa minha sobre o jovem, a chamada de GERAÇÃO CONECTADA que em 15 dias já tem mais de 175 visitas. Para ler a pesquisa, clique aqui.

A pesquisa mostrou que: 37% das pessoas consultadas não fazem mais nada enquanto assistem aos programas, novelas e afins. Os outros 63% desenvolvem diversas atividades enquanto estão em frente à telinha: 44% disseram navegar em sites; 38% lêem, escrevem e mandam e-mails; 33% falam com outras pessoas pelo telefone celular e 30% pelo fixo.

A pergunta que não quer calar: O que falta para os anunciantes perderem o medo e sairem do discurso de que “internet é o caminho” para realmente embarcar nessa estrada???

“Quer participar da festa de lançamento do meu livro: PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO DIGITAL, em MAIO? Faça como muitas pessoas, mande um e-mail para felipemorais2309@gmail.com e se cadastre. Enviarei um convite com maior prazer”

Abraços
Felipe Morais

Felipe Morais
Felipe Morais
Publicitário, apaixonado por planejamento digital. Começou a carreira, em 2001, atuando como redator publicitário, passando, em 2003 para a área de planejamento digital, onde atua até hoje, sendo reconhecido como um dos grandes nomes do mercado no Brasil.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *