Consumo do luxo no Brasil

marca-dagua
Engajamento é isso ai!
4 de agosto de 2011
marca-dagua
Planners são pessoas do mundo
16 de agosto de 2011
marca-dagua
AmigosJustificar

A “bola da vez” é a classe C. Há cerca de 2 ou 3 anos só se fala nessa classe e não é por menos, foi a classe que mais cresceu no Brasil no período e já representa mais de 53% da população brasileira, beirando os 100 milhões de pessoas no país. Não é de se estranhar que todas as marcas mirem nesse consumidor.

Em 2010, foi consumido no país mais de 2,09 trilhões de reais, sendo que 20% desse montante não foi da Classe C e sim da Classe A, a classe que representa 4,5% dos lares brasileiros, cerca de 2,59 milhões de brasileiros, com foco em São Paulo e Rio de Janeiro e que tem um poder de consumo muito superior a classe C.

Não apenas comprando carros e jóias, a classe A gastou mais em lar, alimentação, transporte, saúde, educação, viagens e cultura. Deixemos de lado o estereótipo da “dondoca” de shopping que torra o cartão de crédito do marido, um diretor de multinacional que vive viajando. A classe A é muito mais do que isso, inclusive com muitas mulheres sendo diretoras ou presidentes de grandes empresas.

Eu já tinha lido, e até coloco isso nas minhas aulas, que a Internet é a principal fonte de informação da classe A, sendo 85% consomem internet, perdendo apenas para TV; Google, MSN, Globo.com, UOL e Yahoo! é o “Top 5” dos acessos nessa ordem, sendo que o Google tem mais de 50% dos acessos e bem superior ao MSN, o que mostra que antes de fazer qualquer ação na web, a classe A passa pelo Google e por isso, marcas com foco nesse público precisam estar muito bem posicionadas e com ações de Links Patrocinados.

E-mail ainda é o que a Classe A ainda mais faz na web. Uma “má notícia” aos assassinos diários do e-mail marketing. Um dia esses gurus aprenderam que uma mídia não mata a outra e há espaço para todas, sites de busca, notícias, comunidades de e-group e mensageiros completam esse “Top 5” em termos de finalidade de acesso. Uma rápida comparação mostra E-mail, site de busca, mensageiros e notícias como principais ações e ao mesmo tempo o MSN como 2º site que mais tem acesso, o único site que oferece tudo.

O MSN está se tornando uma plataforma de comunicação, bem ao estilo do que a web 2.0 está buscando pois é o que o usuário deseja, ter tudo em um só lugar. Está ai o sucesso do Facebook que estranhamente não aparece nessa pesquisa.Será que o Facebook é mesmo voltado apenas a Classe AB e não C? Fica aqui algo a se pensar.

O que interessa para as marcas são as compras, certo? Então vamos aos números da classe A com relação a compras com uso do meio digital: 76% dos consumidores comparam preços via aparelhos móveis (3G, Tablet, smartphones); 27% já compraram por um desses dispositivos e 21% usam o dispositivo para fazer uma pesquisa enquanto realizam uma compra física.

Internet não é um meio de elite só de classe A ou B, assim como não é algo “popular” voltado a classe CDE. Internet não é apenas para ver e-mail ou acessar Redes Sociais. Internet é uma plataforma de comunicação democrática e que se bem trabalha traz muitos resultados!

Dúvida? Analisem o caso da Tecnisa, Starbucks, Dell Ideas Strom, Capricho, Seda, Guaraná Antartica, NetShoes e depois conversamos.

Esse artigo foi escrito baseado em um estudo publicado no Portal Proxxima



Já está a venda o meu livro PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO DIGITAL. Clique aqui e compre já o seu!

Abraços

Felipe Morais

@plannerfelipe

Felipe Morais
Felipe Morais
Publicitário, apaixonado por planejamento digital. Começou a carreira, em 2001, atuando como redator publicitário, passando, em 2003 para a área de planejamento digital, onde atua até hoje, sendo reconhecido como um dos grandes nomes do mercado no Brasil.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *