Internet deve ultrapassar TV no Reino Unido em 2009

marca-dagua
Google vale mais que Microsoft
23 de abril de 2008
marca-dagua
Curso ESPM
25 de abril de 2008
marca-dagua

Amigos.

A cada dia que passa eu fico mais feliz na escolha que fiz para a minha carreira: O mundo WEB. Quando iniciei minha carreira profissional, ainda nos tempos de estágio, já trabalhava com web, não sabia bem ao certo o que queria, até decidir ir para o planejamento e depois, trabalhando em agências fui focando para planejamento e mídia online. Decisão acertada, penso eu.

Todos os dias, leio em alguma das inúmeras newsletters, sites e blogs que assino, novidades sobre o crescimento da web como mídia, assim, crescimento da crença dos anunciantes nesse meio.

O jornal Meio e Mensagem, publicou em uma das suas newsletters que no Reino Unido (RU) a Internet deve – e em muito breve – passar a TV em investimento de mídia. O que deixa muitos publicitários interativos como eu, felizes, afinal, trata-se de uma tendência que está sendo colocada em prática na Europa e se Deus quiser, em no máximo 5 anos, o Brasil estará da mesma forma, afinal, o conteúdo da TV está cada vez mais um lixo (Big Brother, Luciana Gimenez, Datena, Márcia Goldsmith, Novelas do SBT, Gugu, Troca de família e por ai vai…)

O RU já é o maior mercado de mídia online do mundo, agora falta o Brasil – disse o BRASIL e não apenas São Paulo – acordar para o potencial que tem para passar o RU e liderar esse ranking. Publicitários Interativos agradecem…

Segue o que saiu no Meio e Mensagem:

Maior mercado de propaganda online do mundo, o RU registrou avanço de 38% da receita online em 2007, para um total de 2,8 bilhões de libras

A internet, que em 2003 era o menor setor de mídia do mercado do Reino Unido, tornou-se o terceiro maior em 2007 e deverá superar a TV em receita publicitária no próximo ano. Segundo relatório conjunto do Internet Advertising Bureau (IAB), da PricewaterhouseCoopers e do World Advertising Centre, divulgada a receita online do RU somou 2,8 bilhões de euros em 2007 (US$ 5,6 bilhões), o que representou um ganho de 38% comparado ao ano anterior e elevou o share do meio de 11,4% para 15,3% no período. O resultado “excedeu as mais generosas previsões e agora é maior do que os classificados impressos e jornais regionais”, posicionando o Reino Unido muito à frente de todos os mercados mundiais, diz o relatório.

“Isso é um claro sinal de que os diretores de marketing agora reconhecem o valor da internet para seus negócios e que eles estão mais usando cada vez rich media e vídeo para construir suas marcas (…) A internet foi o maior fator de crescimento do mercado publicitário regional, acelerando nove vezes mais rápido do que todo o setor, que avançou 4,3% para atingir 18,4 bilhões de euros”, disse Guy Phillipson, presidente executivo da IABRU. Em resultado do “poderoso desempenho”, associado ao maior tempo dedicado ao meio pelos consumidores, “esperamos que a internet ultrapassará a TV em 2009 para se tornar o maior veículo regional em 2009”, acrescentou.

O relatório indica que a propaganda display, que inclui banners e vídeo, avançou 31% no total, comparada a 39% do marketing de busca e 54% dos classificados online. O setor de recrutamento liderou em market share (25,7%), seguido pelo automotivo (11,9%), tecnologia (10,4%) e finanças (10%).

Abraços

Felipe Morais
Felipe Morais
Publicitário, apaixonado por planejamento digital. Começou a carreira, em 2001, atuando como redator publicitário, passando, em 2003 para a área de planejamento digital, onde atua até hoje, sendo reconhecido como um dos grandes nomes do mercado no Brasil.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *