Minhas impressões do Pinterest Presents

4 marcas de bebida que estão no Metaverso
4 marcas de bebida que estão no Metaverso
19 de maio de 2022
Os novos caminhos do planejamento
Os novos caminhos do planejamento
1 de junho de 2022

Minhas impressões do Pinterest Presents, realizado de forma online em um link especial, no último dia 26 de Maio. Abaixo, o que você vai ler é um resumo baseado nas minhas anotações e observações sobre o evento, o qual consegui assistir inteiro e sai inspirado.

O evento ao vivo foi bem interessante, com uma dinâmica interessante. Haviam entrevistas com várias pessoas em vários lugares para contar as suas experiências na ferramenta, desde geradores de conteúdo até marcas e agências com cases interessantes como a Seara e o site Tastemade, com visualizações altamente interessantes.

As palavras mais ditas no evento foram: inspiração e tendências, esses são os pilares, segundo o evento, que pelo menos eu pude entender, ser os pilares da marca Pinterest, uma Rede Social que tem ganho espaço no Brasil, mas claro, ainda está longe da paixão do brasileiro por Instagram, na minha visão, o grande concorrente, do Pinterest, além das outras redes tradicionais como: Facebook, Twitter e LinkedIn.

Segundo o site Business Pinterest há quase 50 milhões de pessoas no Brasil que usam o Pinterest, sendo quase 10% da base de 460 milhões no mundo inteiro.

Claro que esses números mudarão em breve, mas os coloco para você ter uma ideia do tamanho da plataforma, mas como efeito de comparação, o Twitter não passa de 20 milhões de usuários e LinkedIn chega aos mesmos 50 milhões. Instagram e Facebook já passaram dos 100 milhões de usuários no país.

O que o Pinterest representa?

  • Ambiente de descoberta
  • Rede mais colaborativa
  • Segmenta gostos
  • Inspira pessoas
  • Liberdade para criar

Esses foram os conceitos que deram inicio a palestra, que durou 1 hora. Muitas pessoas deram esses insights no começo da palestra, podem perceber, que a palavra “inspiração” permeia os 5 pontos, e não apenas o item em que ele é citado.

O Pinterest é de fato, um local de descobertas. Conheço uma série de profissionais de criação dentro das agências de publicidade que usam o Pinterest como referência para diversos trabalhos, o que obviamente não é algo que fica restrito a criação de agência, muita gente que atua com criação em outras áreas, como moda, arquitetura ou decoração, por exemplo devem seguir o mesmo caminho.

Pinterest Predicts

É uma ferramenta que todos precisamos usar, afinal, ela traz as tendências dentro da plataforma, que não se restrigem apenas a plataforma, pois ali nascem algumas das tendências que vão ditar alguns caminhos.

Segundo estudos da plataforma, as tendências dentro do Pinterest tendem a durar mais tempo, ainda mais quando os temas são: moda, gastronomia e decoração, e tudo isso tem um elo em comum, que é algo muito forte dentro da plataforma e que remete a alegria e suavidade que a Rede Social traz para seus usuários.

Em muito breve, a Pinterest vai trazer uma nova ferramenta, o Trends Tool Pinterest, onde, os anunciantes poderão tomar decisões baseados em estudos de perfis, com dados como:

  • Sexo
  • Faixa etária
  • Tendências em alta
  • Tendências sazonais
  • Comportamentos

Dessa forma, as decisões de verbas, segmentações e investimentos serão mais assertivos, segundo o time do Pinterest no Brasil.

Cores são o segredo do Pinterest

Isso mesmo! As cores é esse elo que citei acima. Todos os elementos acima citados, tem nas cores o seu ponto mais forte. Uma blusa cinza ou preta tem seu charme, mas a moda é feita de alegria e as cores trazem essa alegria, concorda?

Inspire-se

O recado do Pinterest, basicamente, foi esse. O que eles mostraram de pesquisas é que as pessoas mais inspiradas, tendem a comprar mais. Vou até, mais adiante, passar alguns dados que eles passaram no evento.

Segundo estudos deles, o Pinterest tem o chamado “momento decisivo de inspiração” em que traz:

  • Pessoas que desejam se inspirar dentro da plataforma
  • Pessoas acreditam que o ambiente do Pinterest é mais relaxante e otimista
  • No Pinterest, todos estão mais abertos a novas ideias
  • Os anúncios precisam fazer parte do Feed e estar dentro do contexto do que as pessoas buscam
  • Quem usa o Pinterest como base de pesquisa, pode gastar 50% a mais em compras
  • O Pinterest está no começo, meio e fim da jornada de consumo
  • 60% das pessoas definem seu estilo de vida baseado no que mais gostaram no Pinterest
  • A 1a visita no Pinterest é para se inspirar, na 2a é para decidir a compra do produto
  • A compra pela plataforma está em franco crescimento, é um momento que as pessoas estão mais abertas a novidades e querem ser surpreendidas
  • Na aba de compra, o conteúdo é fundamental para ajudar na venda
  • 43% das pessoas buscam o Pinterest depois da compra, para achar novas formas de uso do que compraram
  • Social commerce nos EUA é forte, pois há muitos recursos no Pinterest lá. No Brasil existem APIs para algumas plataformas, mas a ideia é que em breve esteja tudo disponível por aqui para melhorar as experiências do usuário e ampliar as vendas das marcas que ali anunciam.

Não sei vocês, mas confesso que fiquei impressionado com esses dados, os quais eu realmente não conhecia. Eu uso a plataforma, mas bem pouco, fico semanas sem entrar e quando recebo um email com os “Pins”, abro sem muita frequência, mas depois dessa palestra eu vou me dedicar mais a essa plataforma.

Inspiração é fundamental para as compras

O recado é esse. A inspiração contribui para um aprofundamento natural das pessoas naquele produto; sabemos que quanto mais as pessoas querem saber de um produto, maiores as chances dela comprá-lo; quando as pessoas estão em um ambiente seguro e inspirador, maiores são as chances de compra, uma dica que muitos e-commerces poderiam usar e sair da loja padrão que praticamente todos são.

Comprar inspirado significa: gastar mais, comprar mais e ter mais relação emocional com a marca, o que facilita a recompra.

As pessoas buscam o Pinterest para relaxar e sair do tóxico ambiente que a Internet tem se tornado. Fique 5 minutos no Twitter e veja como a palavra tóxico ganha mais peso. O Pinterest, com isso, ajuda as pessoas a se sentirem livres

Explore conteúdo

Diferente das outras plataformas, o Pinterest, ainda não restringe o conteúdo, porém, ele prioriza o conteúdo autoral, ou seja, aquele que você mesmo faz e não apenas pega uma foto do Google e joga lá, os algoritmos entendem para quem esses conteúdos são mais relevantes e mostra para eles.

Uma dica é provocar as pessoas, afinal, provocar também é inspirar. ProvoqueStevejobs as pessoas a fazer algo, os desafiem a ser quem desejam ser. Uma dica valiosa: raramente uma pessoa é quem ela realmente quer ser, e nesse comportamento, que o Metaverso está crescendo de uma forma absurda.

Use muito o Ideia Pins para construir essa relação com as pessoas. Atualmente as marcas buscam a conexão emocional com as pessoas, algo que ajuda a fidelizar a marca. Por exemplo, eu tenho um carinho pela Hugo Boss, nem sempre posso comprar algo da marca, mas quando preciso de uma roupa um pouco mais elegante para um evento, é o primeiro lugar que vou procurar, isso é a conexão emocional, posso não comprar, pelo preço, mas ao menos é ali que eu busco.

Milhares de pessoas tem esse sentimento por milhares de marcas mundo a fora, entretanto, quanto mais tiverem, mais chances de ter uma relação duradoura, claro, caso o produto supere as expectativas, e no caso da Boss, posso garantir que, ao menos, para mim, ocorre.

O Pinterest pode ser um canal para criar essa relação a partir do momento que inspiração é a palavra de ordem, ou como chamo na metodologia dos 5Ps, palavra-mágica da marca.

Pinterest é para relaxar

Quem não tem um dia que quer chegar em casa apenas sentar e ver baboseiras na internet para relaxar a mente depois de um cansativo e estressante dia?

O Pinterest tem essa missão, trazer esse relaxamento para o dia a dia das pessoas, com uma proposta mais leve do que as outras tóxicas redes.

Um dado da plataforma aponta para 78% das pessoas avaliam que no Pinterest elas podem ser elas mesmas, diferente das outras redes, onde no Instagram todo mundo precisa ser lindo e feliz com a vida ou no LinkedIn onde todo mundo está feliz com o trabalho, empresa e chefe; ou menos no Facebook onde todo mundo se torna rapidamente especialista no assunto da moda, todos com “Mestrado da Faculdade Facebook”.

Um dos temas que mais geram busca no Pinterest é sobre tipo de pele e corte de cabelo, por isso, a plataforma lançou uma ferramenta que auxilia quem busca por esses temas, o que na minha visão reforça ainda mais o conceito inspiração da plataforma.

“Quando se trata de buscar inspiração, o Pinterest passa todas as Redes Sociais e até mesmo a TV no desejo das pessoas”, diz André Loureiro, diretor geral do Pinterest no Brasil, até por isso, ele diz que no Pinterest existe uma nova métrica, também chamada de ROI, mas ao invés de medir o investimento, como é tradicional, se mede a inspiração que os conteúdos geraram nas pessoas que estão ali interagindo.

Minhas impressões do Pinterest Presents

Confesso que, de longe, o Pinterest é a rede que menos uso. Eu sou um “Twittermaníaco”, uso bem o LinkedIn, com foco em divulgar estudos, meus posts e até vagas que vejo pessoas publicando, eu compartilho. No Facebook, estou um pouco mais de saco cheio, usando ali apenas para mostrar a hipocrisia da esquerda do nosso país alinhado com jornalistas militantes. No Instagram eu uso a rede para expor a minha vida pessoal e, também,  alguns conteúdos ligados a marketing e branding.

Me surpreendeu um pouco o que vi na palestra, e coloquei na integra aqui, tudo o que pude absorver dela. Eu não tinha a noção da importância do Pinterest na jornada de consumo e muito menos o quanto o quesito inspiração é importante para vendas, mas uma coisa, a partir de agora eu farei, estudarei mais a ferramenta para propor nas estratégias dos meus clientes, tendo a palavra “inspiração” como carro-chefe.

Felipe Morais
Felipe Morais
Publicitário, apaixonado por planejamento digital. Começou a carreira, em 2001, atuando como redator publicitário, passando, em 2003 para a área de planejamento digital, onde atua até hoje, sendo reconhecido como um dos grandes nomes do mercado no Brasil.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

três × cinco =