O pacotão Obama: 819 Bilhões de dólares.

marca-dagua
Sabe o melhor emprego do mundo? Era um viral…
28 de janeiro de 2009
marca-dagua
Dica da Semana
30 de janeiro de 2009
marca-dagua

Amigos.

A crise mundial nos pegou de jeito em outubro do ano passado. Diversos empregos em todo o planeta foram fechados. A população com medo comprou menos. Comprando menos, a indústria produz menos. Produzindo menos, precisa de menos pessoas nas fábricas e montadoras. Esse é o efeito básico da crise.

Em meio a crise é dificil planejar, por isso, as empresas estão receosas e como sempre, o 1o corte a ser feito é no marketing. Incrível como ainda há empresas com pensamento menor do que uma cabeça de alfinete… Se você não comunica seu produto, as pessoas não compram!!!

Já dizia o velho Guerreiro, Chacrinha “Quem não se comunica… se estrumbica!”

Desde o final do ano passado, eu sempre conversava com as pessoas sobre a crise. Imaginava que boa parte do medo se devia a sucessão na presidência americana, mas achava que Obama assumindo, medidas já seriam tomadas. E foi o que aconteceu. Em menos de 1 semana como presidente, Obama já conseguiu fazer o mundo reagir: Pelo menos, as Bolsas de Valores do mundo todo tiveram alta após o pronunciamento do presidente sobre o seu pacote: 819 bilhões de dólares para reanimar a economia norte americana. Com isso, a economia mundial.

O pacote – muito bem planejado por Obama desde que iniciou sua campanha – não está 100% aprovado. Os deputados americanos aprovaram. Aliás, teve americano imbecil que tentou vetar o pacote e por coincidência 100% do partido republicano – oposição a Obama – vetou o pacote.

E isso é hora de ter briguinha política? A maioria dos americanos além de se achar os donos e melhor povo do mundo, é besta mesmo!

Obama precisa que esse pacote passe pela aprovação do Senado americano, mas o mundo olha essa aprovação como certa.

Hoje pela manhã, a jornalista e economista Míriam Leitão no Jornal Bom Dia São Paulo da Rede Globo, afirmou que alguns economistas tinham esse pacote como algo ruim, pois os EUA iriam perder 700 bilhões ao longo de 2 anos. Bom, os mesmos economistas norte americanos quebraram o mundo, então…

Segundo o portal do Estadão, com 244 votos a favor e 188 contra, os deputados aprovaram medidas como cortes nos impostos para as famílias e as pequenas empresas, além de investimentos em infraestruturas e programas sociais. O custo estimado do pacote foi reduzido para US$ 816 bilhões, da quantia original de US$ 825 bilhões. Outros US$ 3 bilhões foram acrescentados no plenário por congressistas democratas para financiar melhoras e obras no transporte público.

O pacote inclui:
US$ 544 bilhões em novos gastos do governo, com investimentos em infraestrutura; significativos recursos para estados, que ajudarão os governos a lidarem com uma situação cada vez mais deteriorada na economia; e assistência financeira à população de baixa renda mais afetada pela recessão.
US$ 275 bilhões em medidas de cortes de impostos para indivíduos e empresas, com destaque em um corte de impostos de US$ 500 para cada trabalhador americano.

Apesar disso, ouvindo a Rádio Jovem Pan hoje, economistas da RC Consultoria disseram que mesmo aos “trancos e barrancos” o Brasil vai se sobressair a crise; seremos afetados – aliás como já estamos – mas vamos nos recuperar rapidamente. Está ai uma boa oportunidade para um planejamento estratégico bem feito do governo para que o Brasil saia da crise rápido e mais forte!

“Quer participar da festa de lançamento do meu livro: PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO DIGITAL, em Abril? Faça como muitas pessoas, mande um e-mail para felipemorais2309@gmail.com e se cadastre. Enviarei um convite com maior prazer”

Abraços
Felipe Morais

Felipe Morais
Felipe Morais
Publicitário, apaixonado por planejamento digital. Começou a carreira, em 2001, atuando como redator publicitário, passando, em 2003 para a área de planejamento digital, onde atua até hoje, sendo reconhecido como um dos grandes nomes do mercado no Brasil.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *