O que esperar de 2011?

marca-dagua
10 melhores propagandas…
31 de dezembro de 2010
marca-dagua
Vaga em Campo Grande e Cuiabá
5 de janeiro de 2011
marca-dagua
Amigos.

Desejo que 2011 seja um ano repleto de sucessos e realizações para todos nós! E que o mercado de comunicação e marketing digital cresça mais do que o previsto. Aliás, por mencionar a palavra “previsto” o que podemos esperar para 2011 em termos de comunicação e marketing digital?

O site do Adnews publicou recentemente uma lista de tendências para 2011. Achei muito interessante alguns pontos os quais vou comentar aqui nesse post, se você quiser ler o que o Adnews publicou sobre cada um dessas tendências, clique aqui

O primeiro deles é a tendência de que o Facebook passe o Orkut no Brasil em 2011. Escrevi aqui recentemente que eu DUVIDO que isso realmente aconteça. Como dediquei um post a isso, não vou me estender nesse assunto.

A ascensão do atendimento ao consumidor nas redes sociais
Concordo. O consumidor está cada vez mais exigindo – com razão – um bom atendimento. As empresas que não oferecerem isso, estarão “pedindo” para a sua credibilidade ser colocada em risco por milhares de consumidores que vão sim “desabafar” nas Redes Sociais.
Se as marcas não monitorarem e agirem rapidamente vão perder potenciais clientes sem dúvida. Marcas que não acreditam no poder das Redes Sociais é melhor começar a rever essa miopia.

Marcas anunciam para os brasileiros no Twitter
Legal essa ação do Twitter. Com a audiência que eles tem em todo o planeta, acredito que essa ação será um forte concorrente – em verba – dos Links Patrocinados do Google. Vamos esperar para ver o que as criativas agências nacionais farão no Twitter. Acredito muito nessa mídia.

Web sites irrelevantes
Essa tendência é a que mais me chamou a atenção. Achei fantástica! Com o crescimento das redes é mais do que natural que isso ocorra. Segundo o site, a tendência é que os sites sejam “colocados de lado” para que as ações ocorram nas redes.
Sensacional se isso acontecer!!!
As pessoas estão nas redes interagindo! Ao invés de impactar o consumidor com um banner no Facebook as marcas podem migrar seu conteúdo para lá e interagir com o usuário no ambiente em que ele está acostumado a interagir. Para isso, uma nova cultura digital deverá ocorrer, o que é dificil ainda para muitos anunciantes que mal sabem o que é internet, mas nós, das agências teremos um papel fundamental no auxílio e consultoria aos clientes para que essa tendência vire uma realidade, aliás, cabe a nós profissionais de planejamento estratégico digital entendermos essa tendência e avaliar como é possível trabalhar para os clientes pensando no comportamento do consumidor! Sempre!

Insights em real time
Para quem já entendeu o poder das redes e o quanto os usuários expressam ali o que realmente sentem, esse fator já deixou de ser tendência. É uma realidade há tempos.

Foco maior no pré-compra
Para quem atua com e-commerce, é bom entender que o consumidor não chega na sua loja simplesmente porque você tem o produto que ele quer!!! Existem milhares de lojas online com o mesmo produto, preço, condições… Cada vez mais, é preciso conquistar a atenção do consumidor no momento em que ele pesquisa produtos. Usar o Buscapé é importante, mas não é o único meio em que o usuário pesquisa antes de uma compra.

Fim das barreiras on-line/off-line
Ainda está, para mim, muito no discurso e pouco no dia-a-dia. A divisão existe na mente das pessoas e dos anunciantes. Uma pessoa se comporta no mundo off diferente do mundo on, onde ela pode ali ser quem ela quiser! A tendência é de mudar, de vermos agências de comunicação como um todo, mas não vejo isso ocorrendo de maneira rápida.

Agora somente com uma mão
Segundo o Adnews, o crescimento de dispositivos acionados por sensor de movimentos tende a crescer e eu concordo. O Kinect é um exemplo desse tipo de dispositivo e acredito que já possamos usar essa tecnologia em ações que estejam dentro do conceito Presença Digital. Está ai uma tendência que quero muito ver esse ano.

O que mais podemos esperar para 2011?
Espero que a miopia sobre o marketing digital suma e que as empresas começem a ver que internet é mais do que banner no UOL ou “uma açãozinha no Twitter”. Internet é acima de tudo interação e relacionamento!

Já está a venda o meu livro PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO DIGITAL (Ed. Brasport). Adquira já o seu!

Abraços e sucesso nesse novo ano!
Felipe Morais
@plannerfelipe


Felipe Morais
Felipe Morais
Publicitário, apaixonado por planejamento digital. Começou a carreira, em 2001, atuando como redator publicitário, passando, em 2003 para a área de planejamento digital, onde atua até hoje, sendo reconhecido como um dos grandes nomes do mercado no Brasil.

3 Comments

  1. Adorei o post! E muito importante sua frase:"Internet é acima de tudo interação e relacionamento!" Fantástico, mas muitas pessoas têm dificuldade em entender isso.
    Hehe preciso comprar seu livro 😉

    Abraços!
    @mariacris10

  2. Thyago Azevedo disse:

    Aê Felipe muito bom o seu ponto de vista sobre as tendências 2011.. Realmente as pessoas do off ainda não vêem a necessidade de integracao que gostariamos que existise já.

    Parabens pelo blog e pelo livro.

    abs
    @thyazevedo

  3. Olá Felipe, uma das coisas mais legais (e aqui já fica a proposta)de se fazer com previsões é monitorá-las ao longo do ano e assim verificarmos como anda a nossa pontaria! Olha só, aquela lista está um tanto enxuta. Podemos expandi-la com: a) desenvolvimento das práticas e ferramentas de CRM para o mundo do "social"; b)o crescimento dos sites de compras sociais tipo GroupON (ainda mais se o Google entrar no negócio); c)as compras via celular (principalmente com o avanço do hdw NFC – near field comm)d) avanço das apps com HTML5 e detrimento do Flash e) a convergência do acesso às redes sociais com a TV via Apple TV por exemplo. De bate-e-pronto é isso…vamos ver tb as outras contribuições! Abs, Johnny

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *