Pepsi na web

marca-dagua
E o SL ainda sobrevive?
13 de março de 2008
marca-dagua
O Marketing do SPFC trabalhando
18 de março de 2008
marca-dagua

Amigos.

Na última 6a feira, o site de Blue Bus publicou uma matéria sobre um lançamento de um novo produto da Pepsi – nos EUA – que me chamou muito a atenção e quis escrever sobre ele.

Se eu começar a falar que a Pepsi lançou uma nova bebida na Internet, muitos podem ler esse artigo e dizer: “ok, e daí?” afinal, os americanos sabem usar muito bem a web como veículo de comunicação e a Pepsi, uma marca jovem de refrigerantes (meu primeiro impacto ao lembrar da marca) claro que iria usar essa mídia para um lançamento, porém, vou reproduzir aqui o texto do Blue Bus e depois comentar, notem que há algo diferente nessa campanha…

Pepsi lança bebida nos EUA sem a ajuda da midia tradicional
A Pepsi trocou a midia tradicional (TV e impressos) pela internet e açoes alternativas na campanha de lançamento da Tava, uma linha de bebidas sem calorias. Está sendo divulgada atraves do site tava.com, de banners na web, promoçoes, sampling em lojas e de açoes menos comuns, como distribuir a bebida a funcionários de empresas de grande visibilidade, como MTV e Google. Noticia do New York Times destaca que a escolha da companhia de nao seguir a tradiçao é mais interessante pelo fato de que a bebida nao é destinada aos jovens, mas sim aos consumidores de 35 a 49 anos. Segundo a Pepsi, costuma-se pensar que esse grupo nao está online, mas há uma categoria de consumidores nessa faixa etaria que “renasceu” na era digital. “Eles sobreviveram às mudanças e aprenderam a se adaptar” – diz Frank Cooper, vice presidente de refrigerantes da Pepsi-Cola North America. Ainda de acordo com o NYT, planos de midia como esse para o lançamento do Tava, e outros semelhantes de empresas como Coca Cola, Kraft, P&G e Unilever, sao a razao pela qual os investimentos em midia online estao crescendo bem mais rapido do que em qualquer outro meio.

O que eu achei de muito interessante é que a Pepsi lançou o TAVA em uma campanha totalmente focada na web para consumidores de 35 a 49 anos, mostrando assim que a web nã é apenas consumida por jovens, aliás, uma miopia muito comum na comunicação digital.
Claro, que o acesso entre os jovens é maior que o acesso dos adultos, mas deve-se pensar que há 10 anos atrás, quando a web começou a crescer no mundo todo, eles tinham 25 a 39 anos e começaram a consumir. Era novidade, e tudo o que é novidade chama a atenção. Assim, os que acessaram a primeira vez a 10 anos atrás, tomaram conhecimento e tornaram uma rotina.

Se analisarmos friamente, sites de relacionamento, blogs, fotologs, comunidades online, mensageiros, fazem sim mais sucesso entre os jovens, pois se tornou o ponto principal de contato entre eles, entretanto os mais velhos consomem notícias, e-mail, entretenimento, conteúdo em geral.

Acho que vale muito para nós, planejamentos online, analisar essa campanha e começar a repensar as estratégias, analisando que o público mais velho está sim na web, talvez nem tanto no MSN, YouTube ou Orkut… mas em um UOL Notícias, Terra Invertia, MSN Dinheiro…

Abraços
Felipe Morais

Felipe Morais
Felipe Morais
Publicitário, apaixonado por planejamento digital. Começou a carreira, em 2001, atuando como redator publicitário, passando, em 2003 para a área de planejamento digital, onde atua até hoje, sendo reconhecido como um dos grandes nomes do mercado no Brasil.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *