Redes sociais aumentam produtividade!

marca-dagua
Confiança nas marcas. É o que elas precisam!
11 de maio de 2009
marca-dagua
A importância do consumidor apaixonado
14 de maio de 2009
marca-dagua
Amigos.

Primeiramente quero dizer que estou muito feliz com o que ocorreu 2a feira. Não sei como, mas esse blog bateu o recorde histórico! Foram 213 visitas únicas só na 2a feira, 11 de maio!!! Vi pelo Google Analytics que 100 vieram do Twitter!!! Alguém, muito gente fina, indicou esse humilde blog e as pessoas entraram. Sorte que eu publiquei uma matéria bem interessante, aliás, é o que eu tento fazer diariamente.

Ontem eu de propoósito não publiquei nada para ver o retorno e foram 60 acessos. Espero que continue assim…

Na empresa onde você trabalha, é permitido acesso a Redes Sociais?
Aqui na FTPI é, também, trabalhamos com web, logo não podemos ser proibidos de acessar nada; para aqueles que a resposta foi “Não aqui somos proibídos” o site da PCWord publicou uma matéria bem interessante, onde mostra que o uso de Redes Sociais pode tornar o funcionário até 9% mais produtivo, mesmo que ele perca alguns minutos atualizando seu perfil ou deixando “scraps” para amigos, ele pode render mais para a empresa.

Antes de falar sobre a pesquisa, quero dizer que Redes Sociais não são apenas Orkut para publicação de fotos. Seu uso deve ser muito mais amplo. Se você, assim como eu, é um planner digital, analise bem, aliás, muito bem, todas as Redes Sociais a disposição quando estiver montando seu planejamento estratégico digital.

Redes Sociais se tornaram um fenômeno com o Orkut, principalmente no Brasil, o país que mais acessa o Orkut e um dos países com mais usuários de Redes Sociais no mundo (esse dado já abre seus olhos para os próximos planejamentos, certo?), apesar do Facebook ser maior que o Orkut, com cerca de 200 milhões de usuários, as pessoas tendem a ter seu perfil divulgado em mais de uma Rede Social, e dentro dela, elas participam de diversas comunidades de acordo com seu(s) interesse(s).

Vou dar um exemplo de mim mesmo.
Lutei muito contra, mas não consegui e precisei entrar no Orkut. Entrei apenas para participar de todas as comunidades em volta de Planejamento que pude encontrar. Cheguei até a abrir uma, mas ninguém se interessou em acessar; já no Facebook eu abri uma e tem mais de 130 profissionais cadastrados, e posso afirmar que são GRANDES nomes do mercado de comunicação e marketing digital. MySpace é um dos que eu ainda resisto a entrar, pois entrar em redes para ver as MESMAS pessoas não vale a pena.

Eu ainda participo de diversas redes criadas no NING, inclusive eu mesmo criei uma para profissionais de Planejamento Estratégico Digital, participo da IAB Brasil, HHMonline, Abradi, 3D Garage, Clube do Marketing digital, além claro de também fazer parte do Twitter.
São Redes Sociais que uso EXCLUSIVAMENTE para relacionamento profissional.

Realmente, a minha produtividade dobra, melhor triplica, com essas Redes Sociais, pois ali consigo fazer relacionamentos profissionais, que podem gerar negócios para a FTPI Interativa, núcleo web da FTPI, o qual estou gerenciando. Posso chegar aos mídias das agências, como aos donos de veículos que possamos representar futuramente.

Segundo o estudo, publicado no site da PCWord, 70% dos funcionários usam a internet no escritório para fins pessoais. Este grupo se mostrou 9% mais produtivo e criativo em comparação àqueles que não usavam a internet para fins de diversão.

Já ouviram falar do ócio criativo? Então, o Orkut nasceu disso…
As pessoas precisam relaxar um pouco para terem de volta sua concentração. A navegação para fins pessoais inclui atividades como procurar informações online, ler sites de notícias, jogar games, se atualizar sobre seus amigos ou ver vídeo no YouTube.

Anunciantes, ONDE ESTÃO VOCÊS???

Confesso que antes mesmo de ler essa pesquisa, eu me enquadrava nisso. Na faculdade eu li um livro sobre Criatividade, do professor Roberto Menna Barreto. Fantástico. Nesse livro, Menna Barreto defendia que as pessoas precisam andar, pedalar, ir ao parque, mesmo que na hora do trabalho. A falta de pressão nos faz pensar mais, e pensando achamos as saídas, encontramos as idéias. Assim como diz o Titãs: ” as idéias estão no chão. Você tropeça e acha a solução…”

Ontem mesmo, vendo um site e lendo sobre um filme, tive uma idéia de um projeto que pode ser que dê certo ainda essa semana, ou seja, passeando pela web, posso gerar um lucro para a minha empresa e um dos nosso melhores representados.

Empresas gastam milhões em softwares para bloquear vídeos, redes sociais ou sites de e-commerce para seus funcionários partindo da premissa que tais atividades lhes custam milhões de dólares em produtividade. Ao passo que podemos analisar que não travar esses acessos podem gerar um desempenho maior. A partir do momento que o funcionário é proibido de uma diversão, seu ânimo para trabalhar diminui, assim, sua produtividade também, por isso, que além do acesso a web, muitas empresas fazem de tudo para que o funcionário esteja bem e feliz, pois assim ele produz mais. Há empresas que promovem Happy Hours constantes, empresas com máquinas de refrigerante e doce a vontade (Google), promovem jogos de futebol entre os funcionários e até mesmo massagistas diárias.

Eu sempre “votei” na qualidade por produção e não por horário. Do que adianta o cara chegar as 9h, sair as 18h e não entregar no prazo? Eu sempre pensei assim: Dou uma tarefa e um prazo para determinado funcionário, exemplo, 5a feira as 16h.

Se ele vai fazer na 2a às 9h ou na 5a às 15h58 problema dele, desde que o material esteja na minha mão com a melhor qualidade possível. Se não estiver ai sim vamos conversar… e se o atraso se deve por entrada em Orkut, MSN ou YouTube, nesse caso vale bloquear temporariamente todos os acessos!

Uso não apenas de Redes Sociais mais de Internet ajuda na produtividade, mas desde que seja feito tudo com moderação!

“Quer participar da festa de lançamento do meu livro: PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO DIGITAL, em MAIO? Faça como muitas pessoas, mande um e-mail para felipemorais2309@gmail.com e se cadastre. Enviarei um convite com maior prazer”

Abraços
Felipe Morais

Felipe Morais
Felipe Morais
Publicitário, apaixonado por planejamento digital. Começou a carreira, em 2001, atuando como redator publicitário, passando, em 2003 para a área de planejamento digital, onde atua até hoje, sendo reconhecido como um dos grandes nomes do mercado no Brasil.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *