Web 2.0 pouco usada no Brasil

marca-dagua
Juro que eu tentei. Mas BBB não dá!
9 de fevereiro de 2009
marca-dagua
Dica da Semana
13 de fevereiro de 2009
marca-dagua

Amigos.

Hoje eu peço desculpa a vocês, mas a correria aqui na FTPI está muito grande e não estou conseguindo parar para escrever nesse blog, porém, não vou deixar meus leitores lendo o meu manifesto anti-BBB, que escrevi na 2a feira.

O que farei hoje – algo que não costumo fazer – é publicar na íntegra uma matéria que li em um dos sites que leio diariamente – seja via RSS ou Newsletter. Normalmente eu leio a matéria, escrevo meus comentários e uso o material publicado para ilustrar o que eu escrevi, mas na correria que estou, isso hoje não será possível.

Segue matéria publicada recentemente no site ITWeb, muito interessante por sinal.

Web 2.0 ainda é pouco explorada no Brasil
por Vítor Cavalcanti

Pesquisa da Vignette mostra que ferramentas como blog são pouco utilizadas por empresas

Um estudo elaborado com 81 empresas brasileiras, onde foram ouvidos 107 executivos de marketing e TI, avaliou a maturidade da internet no Brasil. Os números retratam que a web, em geral, está madura, mas, no que diz respeito às ferramentas 2.0, ainda há muito que ser feito. Para se ter uma ideia, das ferramentas de interação como blogs, tags e fóruns, a mais utilizada são as tags. Os blogs, talvez por receio da repercussão, ainda são pouco adotados.

Conduzida pela Vignette, a pesquisa foi dividida em dois grupos para que os números traduzissem a visão dos profissionais de TI e marketing separadamente. Na área de marketing, um ponto que chama atenção, segundo Patrícia Mello, coordenadora de marketing da Vignette, é a independência do setor em relação às campanhas digitais. “Em alguns casos, eles se relacionam muito com a agência digital e gerenciam (essas campanhas) sem a TI”, afirma. Dos executivos entrevistados, 75% afirmaram possuir um gerenciador de campanha online.

Por outro lado, essa mesma área, na visão de Patrícia, precisa se desvencilhar da TI quanto à administração de conteúdo, ou CM (content management). “62% usa CM sem TI. Em alguns casos, o marketing não tem autonomia para atualizar conteúdo”, informa. Embora o número pareça alto, já que ultrapassa a barreira dos 50%, a Vignette esperava ver um percentual superior.

O uso de ferramentas de interação com o público também é baixo. Apenas 19,64% dos executivos de marketing entrevistados disseram que suas empresas disponibilizavam blogs nos sites. “O volume foi dentro do esperado, ainda há resistência pela repercussão(que pode causar)”, comentou Patrícia. “Esperávamos mais, pensávamos que o mercado estaria mais maduro”, continuou a executiva.

Dispositivos móveis em alta

Mais da metade das empresas participantes da pesquisa é do setor financeiro, área da economia conhecida pelo consumo de tecnologia, sobretudo para conferir segurança aos usuários em suas operações em caixas ou internet banking. Essa grande participação se reflete em números importantes, como o desenvolvimento de conteúdo e aplicativos voltados para dispositivos móveis.

79,31% dos profissionais de TI entrevistados disseram que o site da empresa permitia realizar transações por dispositivos móveis, número bastante expressivo na avaliação de Patrícia. Os executivos de TI também apontaram outro dado interessante: 71,42% afirmaram que o site da empresa faz análise de comportamento do usuário.

A maturidade da web entre os profissionais de TI é maior, segundo observou a executiva da Vignette. O que é constatado também no uso das ferramentas 2.0. “TI está um pouco mais madura, as tags estão aí. Mas algumas ferramentas demoram mais para amadurecer”, explicou Patrícia.

Das ferramentas de social networks que a web 2.0 disponibiliza, 64,28% dos consultados disseram disponibiizar tags, os fóruns de discussões foram citados por 46,42% dos profissionais de TI. “Todos conhecem, tem potencial para crescer. Cada vez mais estão se familiarizando”, completa Patrícia.

Fonte: https://www.itweb.com.br/noticias/index.asp?cod=54293

“Quer participar da festa de lançamento do meu livro: PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO DIGITAL, em Abril? Faça como muitas pessoas, mande um e-mail para felipemorais2309@gmail.com e se cadastre. Enviarei um convite com maior prazer”

Abraços
Felipe Morais

Felipe Morais
Felipe Morais
Publicitário, apaixonado por planejamento digital. Começou a carreira, em 2001, atuando como redator publicitário, passando, em 2003 para a área de planejamento digital, onde atua até hoje, sendo reconhecido como um dos grandes nomes do mercado no Brasil.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *