4 marcas de bebida que estão no Metaverso

Branding importa?
Branding importa?
16 de maio de 2022
Minhas impressões do Pinterest Presents
Minhas impressões do Pinterest Presents
26 de maio de 2022

4 marcas de bebidas que estão no Metaverso é um assunto interessante, afinal, as marcas estão redescobrindo esse universo paralelo que, já tínhamos conhecimento desde 2006 quando o Second Life se tornou uma febre no mundo, porém, pela estrutura digital que nos estava disponível, essa plataforma não foi o sucesso que tinha potencial de ser.

O Second Life foi a primeira iniciativa de Metaverso que milhares de pessoas tiveram acesso, tinha enorme potencial de ser um espaço onde milhões de pessoas interagiam, assim como Facebook é hoje, porém a tecnologia que era necessária para isso ocorrer não estava disponível, algo totalmente diferente nos dias atuais e por isso as plataformas de hoje, como Fortnite, Minecraft, Roblox e tantas outras já são um enorme sucesso.

Estar antenado ao que está ocorrendo no mundo, é papel de qualquer profissional de marketing. Basicamente todo o profissional de marketing deveria entender que criatividade, mídia, estratégia e branding estão no seu dia a dia e que é preciso conhecer tudo, claro, que há os especialistas que conhecem mais de uma área do que outra, mas não deixe nas mãos apenas dos criativos a criatividade ou do planejamento a estratégia.

Se você quer ser um bom, ou boa, profissional de marketing tenha uma visão do todo e se aprofunde no que você tem mais talento, entretanto, estar antenado ao que ocorre no mundo, é mais do que a sua obrigação. Cobro isso dos meus alunos e de quem trabalha comigo, por isso, me sinto na obrigação de fazer o mesmo, e Metaverso foi o tema do momento para mim desde Dezembro do ano passado.

Me aprofundei tanto nesse assunto, que ao lado da minha esposa, Maya Mattiazzo, escrevemos um livro sobre o tema a ser lançado em Setembro desse ano. O livro já está na fase 2, ou seja, da revisão da editora Saber (do grupo Cogna). E posso dizer que o livro está fantástico!!

O tema do momento

Desde que o Metaverso virou assunto nos portais de notícias, palestras e até aulas, as pessoas buscaram saber mais. Para nós, eu e Maya, quem despertou essa paixão foi o Walter Longo, a quem sempre acompanhamos para saber das tendências de marketing que estão vindo.

De acordo com o relatório “O Metaverso e as Economias Virtuais Web 3.0” divulgado pela Grayscale, a maior gestora de criptoativos do mundo, o metaverso pode gerar uma receita anual de mais de 1 trilhão de dólares (R$ 4,62 trilhões na cotação do dia). O estudo destaca as oportunidades que podem surgir através da interseção entre as tendências de estilo de vida e jogos online, ou seja, não estamos falando apenas de uma brincadeira de criança! Estamos falando de um negócio que pode gerar altos lucros para a sua marca.

O Decetraland, uma das principais plataformas do Metaverso, as pessoas interagem através de avatares, jogam e ganham tokens. E o mais interessante para os milhões de jogadores do Metaverso, que já estão nas plataformas enquanto você lê esse artigo é ganhar as “skins”, ou seja, itens das marcas as quais eles até compram. Vale novamente citar o icônico caso da bolsa de 4,5 mil dólares que uma fã da marca Gucci comprou para o seu avatar.

Você gastaria R$ 22.500,00 para que o seu personagem virtual do Metaverso, conhecido como avatar, pudesse ter uma bolsa da Gucci? E não ache que essa pessoa recebeu uma versão física da bolsa em sua casa. Essa bolsa é apenas para o uso da sua personagem no Metaverso.

4 marcas de bebidas que estão no Metaverso

Selecionei aqui uma matéria que apresenta 4 importantes e icônicas marcas que já estão criando ações para testar o Metaverso, e nesse momento é isso mesmo que as marcas precisam fazer, já temos cases para inspirar, mas não significa que, a Prada poderá ter uma bolsa vendida por 4,5 mil dólares no Metaverso assim como a Gucci teve. O que faz sucesso para uma marca não necessariamente faz para outra.

O que vamos ver abaixo são 4 cases de bebidas que estão fazendo seus primeiros testes em diversas plataformas, algumas das iniciativas, estão saindo do universo digital e indo para o físico, entrando a fundo no conceito do Metaverso que é unir os dois mundos.

Vamos ver as 4 marcas de bebidas que estão no Metaverso:

Coca-Cola Zero Sugar Byte

Coca_Cola_ByteBebida com sabor de “pixel”, surgiu dentro da Coca-Cola Creations, plataforma global de inovação para colaboração, criatividade e conexões culturais da companhia; o novo sabor foi inspirado no metaverso. Isso porquê o sabor Byte já existia no mundo virtual antes do mundo real.

A Coca-Cola usou pixels para retratar o seu icônico logo e lançou a Byte no Fortnite, no espaço chamado: Coca no Pixel Point, uma ilha no jogo Fortnite, conta com quatro minijogos:

  • “The Castle”: os jogadores trabalham juntos para derrubar a estrutura empilhada de pixels de seus oponentes.
  • “The Escape”: acontece dentro de uma garrafa de Coca-Cola, faz os jogadores correrem para chegar ao topo.
  • “The Tower”: os jogadores resolvem quebra-cabeças temáticos para chegar ao próximo nível.
  • “The Race”: os jogadores correm através de “bolhas pixeladas”.

O diretor-sênior de estratégia global da The Coca-Cola Company, Oana Vlad, disse ao anunciar o produto que “assim como os pixels ativam a conexão digital, a Byte permite às pessoas se unirem para compartilhar momentos e essa é a premissa de Coca-Cola, independentemente se dentro de um game ou não”.

Além disso, a marca também lançou no metaverso uma coleção de produtos da Coca-Cola jeans e Coca-Cola shoes, além da lata ser também um item de conexão da marca com o universo do jogo: os consumidores também podem escanear o código na lata da Byte para jogar um jogo de realidade aumentada, no qual ajudam um pixel de 8 bits a subir uma escada em espiral para se juntar ao logotipo pixelado da Coca-Cola.

Stella Artois alegra o Metaverso

A marca de cerveja é conhecida por patrocinar pistas de corrida de cavalo premium, e para atuar noStella Artois Metaverso, adaptou esse conceito e apostou no patrocínio dentro de jogos online de corridas de cavalo. A parceria foi feita com a Zed Run, plataforma baseada em blockchain, que levaram as corridas de cavalos digitais a outro nível, usando NFTs para permitir que os usuários comprem, vendam e criem cavalos de corrida digitais e os inscrevam em corridas.

A Stella Artois vai oferecer aos usuários uma série de NFTs exclusivos, como: conjunto de raças de cavalos exclusivas para a plataforma, completo com peles temáticas, além de uma pista de corrida 3D para os usuários desfrutarem. Em outras palavras, há um componente direto para o avatar, ou digamos, direto para o cavalo, neste caso.

“Stella Artois sempre se preocupou em criar e facilitar experiências memoráveis e premium e aproximar as pessoas. À medida que o mundo digital enriquece cada vez mais nossas vidas, faz sentido que queiramos encontrar os consumidores onde eles estão e fazer parte de seu mundo virtual também.” Conta Lindsey McInerney, chefe global de tecnologia e inovação da cervejaria,

A cervejaria Heineken no Metaverso

heineken-silverHeineken Silver é uma “cerveja feita de pixel” e foi lançada como uma brincadeira da marca para mostrar sua presença no Decetraland: no rótulo da cerveja consta as informações da bebida: pixels (0g), HTML (0g), cores RGB (0g), renderização (0g) e falha (0g).

“Nossa cerveja virtual é feita apenas com os pixels mais frescos: sem malte, sem lúpulo, sem fermento, sem água e também sem cerveja. O resultado? Uma cerveja premium incomum e inacessível com um acabamento tecnológico que ninguém pode desfrutar. Atualize agora o seu gosto virtual”, anunciou a companhia.

“É uma proposta que brinca com a própria marca e com outras empresas que estão entrando no metaverso, lançando produtos que são mais apreciados no mundo real”, comentou o chefe global da cervejaria, Bram Westenbrink.

Amstelverso apresenta Amstel ao Metaverso

“Amstelverso” é a estratégia de fortalecimento da campanha I Am What I Am da AmstelAmstel conta com personalidades do universo da música mundial, que tem como objetivo encorajar as pessoas a serem quem elas realmente são e celebrar com orgulho a singularidade de cada uma.

“A pandemia fez com que ambientes digitais ganhassem cada vez mais relevância no dia a dia das pessoas, de modo que passou-se a ser importante pensarmos não apenas em experiências presenciais positivas, mas também em como uni-las ao digital e construir a marca de modo relevante para os usuários. Por meio desta iniciativa, Amstel e a Pabllo estão promovendo uma inovação que leva a apresentação da turnê da artista em primeira mão, de maneira acessível, para todos os fãs. Estamos muito felizes de trazer esta grande novidade que é o Amstelverso”, comenta Vanessa Brandão, diretora de marketing das marcas mainstream do Grupo Heineken no Brasil.

4 marcas de bebidas que estão no Metaverso é apenas um dos cases que podemos apresentar dessa plataforma, entretanto, é preciso entender que esse mercado de bebidas não é o único a crescer dentro desse universo digital, há espaço para todos os mercados crescerem lá dentro, vale lembrar que nesse exato momento em que você lê, há milhões de pessoas online e projeções apontam para 2 bilhões de pessoas usando esse universo até 2026. Vai ficar fora dessa?

Felipe Morais
Felipe Morais
Publicitário, apaixonado por planejamento digital. Começou a carreira, em 2001, atuando como redator publicitário, passando, em 2003 para a área de planejamento digital, onde atua até hoje, sendo reconhecido como um dos grandes nomes do mercado no Brasil.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.