Planejamento para pequenas e médias empresas

dados-e- marketing-devem-estar mais-proximos-do-que-nunca
Dados e Marketing devem estar mais próximos do que nunca
15 de junho de 2021
Você já fez Brand Storytelling da sua empresa
Você já fez Brand Storytelling da sua empresa?
15 de julho de 2021

Planejamento para pequenas e médias empresas é um tema recorrente nas minhas sessões de tira dúvidas.
E nesse artigo, você vai entender porque precisa fazer um planejamento, independentemente do tamanho da sua empresa.

Recentemente, resolvi criar alguns artigos para responder a questões que me perguntam com frequência, algo que sempre preciso responder em aulas, palestras ou mesmo frente à frente com algum cliente em potencial.
Eu nunca me oponho a responder, até porque cada vez que respondo eu acabo refletindo e aprendendo um pouco mais com aquela dúvida.

Aprender diariamente é fundamental para nos manter ativos e sempre antenados com o mundo a nossa volta.
Muitas empresas, principalmente as pequenas e médias, não acreditam em planejamento ou acham caro demais.
Algumas grandes também, é bom deixar bem claro, mas vamos focar nas pequenas e médias, nesse artigo.

Os empresários dessas pequenas e médias empresas, normalmente os decisores finais, avaliam que precisam investir rapidamente em mídia para atrair pessoas e vender mais, que usar parte dessa verba para planejar não vai adiantar em nada. Ledo engano!

Outros avaliam que planejamento se faz apenas no fim do ano, prevendo o ano que vem pela frente, não estão totalmente errados, mas planejamento se faz todos os dias, ou, pelo menos revisita os caminhos diariamente.

Planejamento para pequenas e médias empresas é essencial! Lembre-se, a Apple surgiu em uma garagem, o Google em um quarto de faculdade e O Boticário surgiu como uma pequena farmácia na cidade Curitiba.
Pensar grande e pensar pequeno, dá o mesmo trabalho para o cérebro.

Planejamento fazendo a diferença

É assim que o planejamento faz a diferença na vida das marcas.
Fazer um planejamento para deixar ele na gaveta, é sem dúvida um gasto, e se custou 1 real ou 1 milhão não importa, é um dinheiro jogado no lixo.
Seu planejamento só vai fazer realmente a diferença, quando a marca e o consumidor estiverem no centro da sua comunicação.

As marcas que atuam no achismo, ou seja, postam uma foto com um texto, sem nem ao menos entender o que as pessoas querem, tendem a ter problemas.
Não é difícil achar páginas no Facebook ou perfis no Instagram, com milhares de seguidores e poucas curtidas nos posts.
Pode-se até usar a desculpa de que o Facebook restringe o alcance dos posts, provocando as marcas a investir, isso é uma verdade.
Entretanto, se o seu post não for relevante, ele não será curtido, mas isso, acaba sendo esquecido, pois “‘na correria não se tem tempo para pesquisa”.
Tudo o que a gente quer, a gente acha.

suas-acoes-usam-o-planejamento-criado

Planejamento para pequenas e médias empresas começa com a vontade de alguém fazer algo diferente do que está sendo feito.

Planejamento é necessário!

Não ache que a sua marca vai estourar no mercado só porque você acha que ela é boa.

Ninguém tem filho feio, ninguém acha que a sua marca tem defeito, mas eu vou te contar um segredo: o seu consumidor está pouco se lixando para a sua opinião.
Desculpe ser duro, mas é essa a realidade.
Ele olha a marca e produto, se esse o satisfaz, perfeito, ele compra.

Em caso negativo sobre esses pontos, ele vai procurar a concorrência e comprar dela, assim como o seu concorrente pode não suprir as necessidades das pessoas que vão procurar a sua marca.

Planejamento mostra o caminho

O que as pessoas querem versus o que a concorrência oferece e como prosseguir para criar a conexão perfeita que gere vendas.
Planejamento é materializar em comunicação e produtos os desejos dos consumidores.
Não se vende produtos para números, ou seja, não se vende para 25% dos homens que moram em São Paulo, casados, com filhos que são gerentes financeiros de multinacionais.
As marcas se relacionam e vendem para pessoas, seres humanos com desejos e anseios.

Planejamento para pequenas e médias empresas ajuda a entender esse caminho para a marca, reforço, pouco importa o tamanho da sua empresa, desde que o seu sonho seja grande.

Você conhece a fundo seu consumidor?

Ou apenas acha que é um homem 25 a 50 anos, ABC que mora em São Paulo com salário de 16 mil reais?
Muito abrangente para dizer que conhece consumidor vendo dessa forma.
O marketing mais moderno tem ido para o viés de estudar comportamentos e não perfil básico como sexo, idade e classe social.
O mundo é outro, desde os anos 80 quando definir público era simples assim. As pessoas estão mais complexas, atualizadas e com mais coragem de ser quem sonham ser.

Um homem de 40 anos, classe C, que mora em um bairro humilde de uma pequena cidade do interior pode ter um smartphone de última geração, um carro importado e morar em um sobrado de 2 andares.
Um homem de 40 anos, classe A, pode ter a mesma vida, se assim optar, por querer algo mais simples e minimalista.
Elon Musk, entre os mais ricos do mundo, está morando em um casa de 37 metros quadrados.
A Vitacon, está crescendo muito no mercado nacional, fazendo apartamentos de menos de 40 metros quadrados.

precisamos-provocar-mais-nossos-clientes

Consumo é o que amamos

Fato que somos consumistas e amamos comprar. Gostando ou não, vivemos em um mundo altamente capitalista.
A economia gira graças a troca do suado dinheiro do fim do mês de cada trabalhador, por produtos que ele quer consumir, seja de necessidade básica, vaidade ou desejo.

Segundo meu querido amigo Fernando Kimura, “o que move as pessoas é o desejo delas serem e terem”.

O que move uma pessoa trabalhar das 8h as 18h em uma empresa e depois das 18h as 23h ser Uber, é seu desejo por uma vida com mais luxo.
Ou, pode ser pelo desejo de fazer uma viagem dos sonhos ou comprar aquele carro bacana.

Nós amamos consumir, e por isso, o planejamento se torna tão importante, seja a sua empresa o tamanho que tiver.
Você pode ser dono de uma padaria de bairro.
Dono da mecânica mais famosa da região.
Ser um médico com uma ampla clínica.
Ou mesmo ser uma empresa que tenha 500 colaboradores contratados.

Não importa o seu tamanho, você produz para vender e para vender é preciso de pessoas que desejam comprar, para elas desejarem comprar é preciso que você desperte esse desejo!
Ou seja, chegamos aqui a essência do marketing.

Como usar a emoção para vender em seu e-commerce?

Desperte o desejo

O cheiro do pão logo pela manhã desperta o desejo de consumo, porém, para quem está perto da sua padaria.
O seu serviço é rápido, barato e excelente. A grande maioria das pessoas que leva seus carros até você, se tornam fiéis pela qualidade, honestidade e atendimento, mas quem não leva o carro na sua mecânica nem desconfia disso.

Os exemplos acima mostram que não importa o tamanho da sua empresa, você precisa fazer ela aparecer para as pessoas e despertar o desejo delas em se relacionar com você!
Isso é um movimento constante. Perceba que a Coca-Cola, por exemplo, aparece na mídia em algum momento na sua vida durante o dia, por exemplo, nesse texto.
A marca cria campanhas para se manter na mente das pessoas, diariamente, despertando o desejo pela marca e produtos constantemente.
Ah, mas você não tem a verba da Coca-Cola para a sua padaria ou mecânica, certo?
Entendo, mas fazer 3 posts por semana no Instagram e patrocinar com 10 reais, que seja o começo, você consegue?

Planejamento para pequenas e médias empresas

Aí vem a importância do planejamento de marca! Todo mundo começou do zero.
Não se envergonhe de começar uma campanha com 10 reais por semana. Mês que vem será 20, no outro 50 e quando você vai ver está em 2 mil reais e seu movimento está altíssimo!

O mais importante não é onde anunciar, mas o que anunciar. Faça o planejamento de forma correta:

  • Pesquisa o que as pessoas querem
  • Estude a concorrência
  • Entenda comportamentos
  • Pense como estrategicamente chegar no coração das pessoas
  • Faça algo diariamente

Os resultados virão.
Quer saber mais? Compre aqui meu livro sobre Planejamento Estratégico Digital, sucesso em vendas e que tem feito a diferença na vida das marcas.

Livro Planejamento Digital Estratégico

Felipe Morais
Felipe Morais
Publicitário, apaixonado por planejamento digital. Começou a carreira, em 2001, atuando como redator publicitário, passando, em 2003 para a área de planejamento digital, onde atua até hoje, sendo reconhecido como um dos grandes nomes do mercado no Brasil.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *